XI Conferência Municipal dos Direitos das Crianças e Adolescentes é realizado na Facal

Na manhã da última quinta-feira (13) o Conselho Municipal de defesa dos Direitos da Criança e Adolescente (CMDCA), em parceria com a secretaria de Desenvolvimento Social e Cidadania, e com o apoio do Núcleo de Cidadania dos Adolescentes (NUCA), do Conselho Tutelar e do Ministério Público promoveu na Facal a XI Conferência Municipal dos Direitos das Crianças e Adolescentes, que nesta edição abordou o tema “Proteção Integral, Diversidade e Enfrentamento às Violências”. O principal objetivo desse encontro é debater ideias que possam fortalecer políticas públicas que assegurem os direitos desses jovens, contribuindo ainda mais para sua formação como cidadão.

“É um momento importante, pois muitos dos nossos jovens não tem seus direitos respeitados. Estamos comemorando em 2018 os 70 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos, ou seja, é uma época bastante propícia para debatermos esse tema”, destacou o presidente do CMDCA, Paulo Vieira.

A conferência também contou com a palestra de Bruno Rhuan, secretário de Desenvolvimento Social de Salgadinho, que contou como ocorreu o processo para que os jovens tivessem seus direitos garantidos. “Antigamente, principalmente na Idade Média, as crianças eram vistas como “adultos em miniatura”, sendo obrigadas a realizar trabalhos forçados. Só depois de muito tempo perceberam que elas não deveriam ser tratadas dessa forma. Por isso é fundamental que o Estatuto da Criança e Adolescente (ECA) seja cumprido à risca para que nenhum direito seja violado”, pontuou.

Foram debatidos na conferência cinco temas: Eixo I: Garantia dos Direitos Integrados e de Inclusão Social; Eixo II: Prevenção e Enfrentamento da Violência Contra Criança e Adolescente; Eixo III: Orçamento e Financiamento das Políticas para Crianças e Adolescentes; Eixo IV: Participação, Comunicação Social e Protagonismo da Criança e Adolescente; e Eixo V: Espaço de Gestão e Controle Social das Políticas Públicas de Crianças e Adolescentes.

A mobilizadora do Selo Unicef em nosso município, Rayane Souza, afirmou que “o intuito desse movimento é propor diversas atividades que possam garantir um futuro melhor para os nossos jovens, para que eles aproveitem esse momento da vida e tenham sucesso quando forem adultos”.

Por fim, a secretária da pasta, Cristiane Barbosa, comemorou as ações realizadas nesta conferência. “A secretaria vivenciou um marco nesta quinta junto ao CMDCA, sociedade civil e toda a rede da assistência. A gestão municipal vem investindo no apoio às crianças e aos adolescentes com a expansão das creches, o serviço de convivência, as ações do Aepeti, o convênio com o CIEE, além de assegurar a implantação de novas ações no enfrentamento à violência, assegurando o acesso a saúde, educação e debatendo esses pontos com a sociedade. No momento, os índices de violência e evasão escolar são alarmantes principalmente pelo desemprego, que leva nossos jovens a buscarem a informalidade para ajudarem suas famílias. Escolhemos nossos delegados para representar Limoeiro na conferência estadual com propostas de todos que participaram deste momento”, finalizou.

Os delegados escolhidos para representar Limoeiro na conferência estadual foram os seguintes: Cristiane Barbosa e Fernanda Melo (CMDCA governamental), Sílvia e Cacau (CMDCA sociedade civil), Sandra Muniz e Edinaldo da Silva (Conselho Tutelar), Pietro, Osíris, Bárbara e Vitória (NUCA/Adolescentes), Instituto Padre Luis Cecchin (representando o Núcleo da Criança), Talita, Rayane e Grupo Maracamendes (Movimentos Sociais) e Amanda Fontes e o CAPS (Rede Pública).

Matéria e foto: SDSC

Compartilhe

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support