No clima do Janeiro Branco, Secretaria de Saúde promove o projeto “Cuidando de quem cuida”

Na manhã desta terça-feira (29), na Faculdade de Ciências
Aplicadas de Limoeiro (Facal), a Prefeitura Municipal de Limoeiro, através da Secretaria Municipal de Saúde e do Núcleo de Educação em Saúde, promoveu o projeto  “Cuidando de quem cuida”.

Destinada aos Agentes Comunitários de Saúde, a iniciativa
faz parte da campanha Janeiro Branco, que visa os cuidados
com a saúde mental.

A secretária de Saúde, Karla Torres, destacou o pioneirismo da ação
na região do Agreste Setentrional e fez um balanço positivo do evento. “Foi uma manhã de reflexões, trabalho em grupo e muito relaxamento para nossos Agentes Comunitários de Saúde. Entendemos que, para cuidar bem, é preciso, antes de tudo, estar bem. É necessário ter um olhar diferenciado para quem cuida. Este projeto em prol da saúde mental é pioneiro em nossa região. Mais uma vez a Saúde de nossa cidade sai na frente, mostrando que a nossa melhor oferta é cuidar bem do nosso povo”, assegura.

Janeiro Branco — Criada por psicólogos brasileiros, a campanha aproveita
o primeiro mês do calendário, época na qual as pessoas estão focadas em resoluções a serem cumpridas e metas traçadas para o ano que se inicia, para alertar a população acerca da necessidade de cuidar do bem-estar psíquico. As manifestações de sintomas como cansaço em excesso, tristeza, ansiedade, isolamento e dificuldades de lidar com o próximo podem sinalizar depressão, transtornos de personalidade ou distúrbios mentais.
Também deve ser levado em consideração o impacto psicológico causado por doenças graves como o câncer. Estes fatores demonstram a importância de cuidar da mente.

O Sistema Único de Saúde (SUS) oferece acolhimento através da Rede de Atenção Psicossocial (RAPS), onde estão inseridos os Centros de Atenção Psicossocial (CAPS), as Unidades de Acolhimento (UA), os Serviços Residenciais Terapêuticos (SRT) e os Ambulatórios Multiprofissionais de Saúde Mental. Nesses locais, os cidadãos recebem atendimento gratuito com assistência multiprofissional e cuidado terapêutico conforme o quadro de saúde. Por estar inserido no Agreste Setentrional, região com pelo
menos 150 mil habitantes, o município de Limoeiro é contemplado pelos serviços do CAPS ad III – Álcool e Drogas (CAPS Capibaribe). O Centro oferece assistência a pacientes com transtornos causados pelo uso
exagerado de álcool e outras drogas.

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), a depressão
afeta cerca de 16% da população brasileira e 350 milhões de pessoas ao redor do mundo. O Brasil é o país onde as pessoas são diagnosticadas mais cedo com a doença: média de 36 anos. Em nosso país, a faixa etária entre 35 e 49 anos é a mais afetada por esta enfermidade. A maior incidência está
entre as mulheres: 68,9%.

Secretaria Executiva de Imprensa e Comunicação da Prefeitura de Limoeiro

Fotos: Secretaria Municipal de Saúde/Divulgação

Compartilhe

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support