Limoeiro receberá seminário sobre Cooperativas Financeiras

Nesta quarta-feira (10), a Prefeitura Municipal de Limoeiro, através da Secretaria Executiva de Indústria e Comércio (SEIC), em parceria com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) e com o Sistema de Cooperativas de Crédito do Brasil (Sicoob), anunciou, na Sala do Empreendedor, uma grande novidade para a nossa terra. Na sexta-feira da próxima semana (19), a Princesa do Capibaribe receberá o Seminário de Cooperativismo Financeiro e Desenvolvimento Territorial, cujo tema é “Cooperativas Financeiras: bom para você, bom para a sua região”. O evento acontecerá no Hotel das Oliveiras, na Rua Capitão Cristóvão Vilarim, número 89, no Centro da cidade, das 14h às 18h, e vai atender os empresários do município e da região.

A notícia foi divulgada pelo analista de Políticas Públicas do Sebrae, João Albuquerque. A entidade vê Limoeiro como um pólo comercial de extrema importância para Pernambuco e um local com muito potencial para abrigar mais uma cooperativa financeira. Este sistema surgiu no ano de 2004, no município pernambucano de São José do Egito, no Sertão do Pajeú, através de um grupo de mais de 100 trabalhadores rurais. Atualmente, estas associações abrangem localidades como Recife, Caruaru, Bezerros, Garanhuns e Santa Cruz do Capibaribe, chegando até o Estado da Paraíba.

“O objetivo principal de uma Cooperativa Financeira é facilitar o acesso aos serviços financeiros para os cidadãos em geral, principalmente para os empreendedores e para os pequenos negócios. O objetivo do Seminário que está vindo para Limoeiro é melhorar a performance do crédito para o microempreendedor individual e para as empresas de médio e pequeno porte. Queremos trazer uma cooperativa para Limoeiro e explicar à população como funcionam os serviços, que vão atender tanto o município quanto a região”, assegurou João Albuquerque.

Segundo o analista, o trabalho de uma Cooperativa Financeira se assemelha ao de uma agência bancária tradicional. Por outro lado, há diferenças pontuais nessas sociedades de crédito. “Os recursos investidos numa Cooperativa Financeira ficam na Cooperativa, na própria cidade, contribuindo para o desenvolvimento local e ajudando também em projetos sociais. Já os recursos de um banco migram para grandes centros financeiros. Além disso, os associados de uma Cooperativa são, ao mesmo tempo, clientes e gestores dela. Os resultados dos investimentos e do retorno financeiro são apurados no final do ano, e os sócios ficam com uma parte desses recursos, ou seja, o investimento volta para ele. Aqui em Limoeiro já existe uma cooperativa de sucesso, que é o 3º Milênio. A chegada de outra cooperativa, através do Sicoob, seria benéfica para a Economia local. Os dados mostram que existem 3 mil CNPJs na cidade”, explicou.

Compartilhe

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support