Limoeiro marca presença no 25º Janeiro de Grandes Espetáculos

O município de Limoeiro, mais uma vez, está representado na 25ª edição do Janeiro de Grandes Espetáculos. A peça “O Peru do Cão Coxo”, obra de Ariano Suassuna, interpretada pelo Centro de Criação Galpão das Artes, consta na programação do maior evento teatral realizado no início do ano.
Com o incentivo da Prefeitura de Limoeiro, o espetáculo retorna à cidade do Recife, no próximo sábado (26), em dois horários: às 17h e às 20h.

Cumprindo o itinerário das cidades pernambucanas no ano anterior, exceto Taperoá, na Paraíba, a peça também passou pelo Recife, Carpina, Surubim e Serra Talhada. Além disso, os municípios de Triunfo, João Alfredo, Sanharó, Buenos Aires, São Benedito do Sul, Gravatá, Poção e Olinda  puderam assistir a peça teatral “O Peru do Cão Coxo”, que continua  na estrada em 2019.

A professora Flávia Suassuna, sobrinha de Ariano, destacou que acompanha a montagem teatral limoeirense “por fazerem de suas vidas um laboratório de ressurreição de Ariano e por permanecerem firmes, apesar das dificuldades, ofertando àquelas pessoas não só lazer, mas também cultura. Lá de cima, ao lado da Compadecida, Ariano deve estar feliz e satisfeito. Ele manda dizer que esses tempos de trevas passarão e que nós estamos no caminho certo”, afirmou.

Na trama escrita por Suassuna, a preguiça é descortinada em um picadeiro de intrigas no Sertão de Taperoá, quando um poeta e sua esposa são alvos de uma dupla de trapaceiros. No elenco, estão Jadenilson Gomes, Charlon Cabral, Lucas Dias, Gaby Salles, Wíris Mayra, Allan Victor, Dvson Alves e Thiago Freitas. A direção de arte conta com o talento de Thiago Freitas, enquanto o figurino fica sob a responsabilidade dos costureiros Sivaldo Moura e Wellington Pereira. Na criação do cenário e direção do espetáculo, Charlon Cabral (arte educador) mais uma vez volta à cena.

Centro – O Centro de Criação Galpão das Artes conquistou, inicialmente, em 2008, o Prêmio Pontinhos de Cultura – Ministério da Cultura. Em seguida, no ano de 2013, ganhou, também em processo seletivo via edital, o Prêmio Ponto de Memória pelo IBRAM – Instituto Brasileiro de Museus e Ministério da Cultura, pela pesquisa e mapeamento referente aos brinquedos populares tradicionais em Limoeiro e região do Agreste Setentrional. Desde o dia 22 de setembro de 2018, a instituição passou a ser Ponto de Cultura pelo reconhecimento do Ministério da Cultura via Edital Prêmio Culturas Populares – Prêmio Selma do Coco – Edição 2018.

Secretaria Executiva de Imprensa e Comunicação da Prefeitura de Limoeiro

Fotos: Centro de Criação Galpão das Artes/Divulgação

Compartilhe

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support