Ação contra a Dengue beneficia 1,5 famílias

Por meio do fumacê, a Prefeitura de Limoeiro, através da Secretaria de Saúde e da Vigilância Ambiental do município, não dá trégua aos mosquitos das arboviroses, doenças causadas pelos vírus da Zika, Dengue, Febre Amarela e Febre Chikungunya. Na madrugada desta sexta-feira (25), a Vigilância Ambiental realizou bloqueios de transmissão das doenças nas comunidades do Redentor, José Fernandes Salsa, Pio XII, Monsenhor Fabrício, Frei Estêvão, Cohab Nova e Severino Vasconcelos. Segundo informações da pasta, a iniciativa beneficiou aproximadamente 1500 famílias.

De acordo com o coordenador da Vigilância Ambiental de Limoeiro, Márcio Severino, essas atividades são recomendadas para evitar a circulação dos vírus e ocorrem quando surgem casos suspeitos das doenças, sobretudo da dengue. “Trata-se de uma medida de segurança. Para cada caso suspeito é realizado um bloqueio de transmissão no raio de 150 metros a partir do domicílio do paciente. No caso de chikungunya, este raio aumenta para 300 metros. Toda ação poderá ser feita até 15 dias depois da manifestação do início dos sintomas. Esta ação tem vantagens porque, ao longo do ano, toda a cidade tem, de alguma forma, sofrido uma ação de fumacê ou borrifação leve de Ultra Baixo Volume (UBV) sem ter que receber aquela carga de superdosagem da UBV pesada, e esta é uma ação de forma seletiva”, explica.

O profissional de Saúde ressalta o alto grau de complexidade da operação e também menciona o apoio dos agentes de endemias para o combate às arboviroses. “Os agentes de endemias também são profissionais seletos, tendo em vista o grau de complexidade e exposição”, afirma.
Além disso, acrescenta Márcio, a ação beneficia não somente a Princesa do Capibaribe, mas também os municípios vizinhos. “Em quase todos os municípios da II Gerência Regional de Saúde, alguma ação de UBV deveria ter sido feita já este ano. Quando deixamos de fazer, comprometemos as cidades vizinhas”, conclui.

A população também deve fazer a sua parte para evitar a proliferação desses vírus. Entre as prevenções estão colocar telas em janelas, areia em vasos de plantas, desinfetante nos ralos e limpar calhas, piscinas e aquários, além de evitar o acúmulo de água, uma vez que o mosquito Aedes aegypti, transmissor dos vírus da Zika, Dengue, Febre Chikungunya e Febre Amarela, deposita seus ovos em locais cheios de água ou com pouca água.

Secretaria Executiva de Imprensa e Comunicação da Prefeitura de Limoeiro

Fotos: Secretaria de Saúde/Divulgação

Compartilhe

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support